“Assassinato no Expresso do Oriente” de Agatha Christie

Assassinato no Expresso do Oriente

“Assassinato no Expresso do Oriente” é um dos romances mais famosos de Agatha Christie, amplamente reconhecida como a Rainha do Crime. Publicado pela primeira vez em 1934, este livro icônico continua a cativar leitores com sua trama complexa, personagens memoráveis e reviravoltas surpreendentes. Neste post, vamos explorar a trama, os personagens principais e os temas centrais deste clássico do mistério.

Sinopse de “Assassinato no Expresso do Oriente”

A história começa com o famoso detetive belga Hercule Poirot embarcando no Expresso do Oriente em Istambul, após resolver um caso na Síria. Durante a viagem, um passageiro chamado Samuel Ratchett tenta contratar Poirot para protegê-lo, alegando que sua vida está em perigo. Poirot recusa, mas na manhã seguinte, Ratchett é encontrado morto em sua cabine, esfaqueado várias vezes.

Com o trem preso em uma nevasca, Poirot é solicitado a resolver o caso antes que a polícia chegue. Ele descobre que cada passageiro do vagão de primeira classe tem uma conexão com a vítima, e o mistério se desenrola em um intricado quebra-cabeça de mentiras, segredos e motivos escondidos.

Personagens Principais

  • Hercule Poirot

Hercule Poirot é o protagonista e detetive brilhante cuja astúcia e habilidades dedutivas são essenciais para desvendar o mistério. Com seu bigode impecável e métodos meticulosos, Poirot é um dos personagens mais icônicos de Agatha Christie.

  • Samuel Ratchett

Samuel Ratchett, cujo verdadeiro nome é Cassetti, é a vítima do assassinato. Ele é um americano rico com um passado sombrio, revelado como um criminoso notório que cometeu um crime hediondo no passado.

  • M. Bouc

M. Bouc é um amigo de Poirot e diretor da Compagnie Internationale des Wagons-Lits, a empresa que opera o Expresso do Oriente. Ele auxilia Poirot na investigação, fornecendo acesso aos passageiros e recursos necessários.

  • Dr. Constantine

Dr. Constantine é o médico a bordo que examina o corpo de Ratchett e ajuda Poirot a entender os detalhes médicos do crime. Sua análise revela informações cruciais sobre o momento e a natureza das feridas.

Temas Centrais

  • Justiça e Vingança

Um dos temas centrais do livro é a distinção entre justiça e vingança. A história desafia a moralidade tradicional, questionando se certos atos de vingança podem ser justificados como uma forma de justiça para as vítimas de crimes terríveis.

  • Verdade e Mentira

A narrativa é repleta de mentiras e enganos, com cada personagem escondendo segredos que complicam a investigação. Poirot deve discernir a verdade por trás das mentiras para resolver o caso, destacando a complexidade da natureza humana.

  • Moralidade Ambígua

Christie explora a moralidade ambígua dos personagens, mostrando que nem tudo é preto e branco. A resolução do caso desafia as normas legais e éticas, deixando os leitores a refletirem sobre o que é verdadeiramente justo.

Estilo de Escrita

Agatha Christie é conhecida por sua prosa clara e direta, que mantém os leitores engajados do início ao fim. Em “Assassinato no Expresso do Oriente”, ela constrói uma trama intrincada com pistas cuidadosamente plantadas e uma narrativa que alterna entre interrogatórios intensos e momentos de introspecção. A escrita de Christie é eficiente e envolvente, tornando cada página uma peça essencial do quebra-cabeça.

Impacto e Recepção

Desde seu lançamento, “Assassinato no Expresso do Oriente” recebeu aclamação crítica e se tornou um dos romances mais amados de Agatha Christie. O livro foi adaptado várias vezes para o cinema, televisão e teatro, com a adaptação cinematográfica de 1974 e a versão de 2017 dirigidas por Kenneth Branagh sendo particularmente notáveis. A obra continua a influenciar o gênero de mistério, inspirando escritores e cineastas a explorar narrativas complexas e enredos engenhosos.


Título: Assassinato no Expresso do Oriente
Autora: Agatha Christie
Editora: HarperCollins
Páginas: 240
Ano de lançamento: 2020

Comprar na Amazon


Sobre a autora Agatha Christie

Agatha Christie, conhecida como a “Rainha do Crime”, é uma das escritoras mais aclamadas e prolíficas do século XX. Nascida em 15 de setembro de 1890, em Torquay, Inglaterra, ela escreveu 66 romances policiais, 14 coleções de contos e a peça teatral mais longa da história, “A Ratoeira”. Seus personagens mais famosos, Hercule Poirot e Miss Marple, tornaram-se ícones da literatura de mistério.

Christie revolucionou o gênero policial com suas tramas engenhosas, reviravoltas surpreendentes e finais inesperados. Entre suas obras mais conhecidas estão “O Assassinato no Expresso do Oriente”, “Morte no Nilo” e “E Não Sobrou Nenhum”. Além de suas histórias de detetive, ela também escreveu sob o pseudônimo Mary Westmacott, explorando dramas psicológicos e romances.

Seus livros venderam mais de dois bilhões de cópias em mais de 100 idiomas, fazendo dela a autora mais vendida de todos os tempos. Agatha Christie foi condecorada com a Ordem do Império Britânico e continua a influenciar escritores e cativar leitores em todo o mundo com seus mistérios atemporais. Ela faleceu em 12 de janeiro de 1976, deixando um legado literário inigualável.

Conclusão

“Assassinato no Expresso do Oriente” é um clássico atemporal que exemplifica o brilhantismo de Agatha Christie como contadora de histórias. Sua trama engenhosa, personagens memoráveis e questionamentos morais profundos fazem deste livro uma leitura indispensável para qualquer amante de mistério. Se você ainda não embarcou nesta viagem intrigante com Hercule Poirot, agora é o momento perfeito para descobrir por que este romance continua a fascinar leitores em todo o mundo.


Recomendações de Leitura

Se você gostou de “Assassinato no Expresso do Oriente”, outras obras de Agatha Christie que podem lhe interessar incluem “O Assassinato de Roger Ackroyd” e “Morte no Nilo”. Ambos os livros apresentam Hercule Poirot e são igualmente reconhecidos por seus enredos engenhosos e finais surpreendentes. Para explorar ainda mais o universo de Christie, “E Não Sobrou Nenhum” é outra leitura essencial que destaca sua habilidade inigualável em criar mistérios cativantes.

Leia também: “It: A Coisa” de Stephen King: O Terror que Marca Gerações

bilheteslivros
Logo